sexta-feira, 18 de novembro de 2016

O nosso outono












8 comentários:

  1. Nesta ode que Fernando Pessoa escreve há uma perfeita consciência da rápida passagem do tempo que lendo bem lhe traz sofrimento. Gosto muito de ler Fernando Pessoa (e seus heterónimos)
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Para mim, Fernando Pessoa é o maior poeta português. Cada vez que leio um poema dele, vem-me à cabeça milhares de ideias. Ele é um analista da vida.
    bjinho

    ResponderEliminar
  3. Querida Virgininhamiga (e prima)

    É sim senhora!

    NA NOSSA TRAVESSA
    UM FUNERAL Á MANEIRA
    Publico hoje mais um artigo – o quarto – da SAGA DA ALZIRA com o título acima. Convido todas/os à sua leitura e comentários. Obrigado.
    Agradeço igualmente a divulgação desta informação.
    Henrique, o Leãozão


    ResponderEliminar
  4. Gostei de todas as fotografias, especialmente da da folha em primeiro plano.
    um beijinho e um bom Domingo
    Gábi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Gabi. Tb gosto muito de folhas soltas....

      Eliminar
  5. E não são tão bonitas as cores de Outono ? Acho que são ! As suas belas fotos vincam o que afirmo . Gosto bastante da calma desta Estação do ano...E há sempre beleza em todas as idades .
    Lídia é o nome da minha segunda neta . Faz amanhã 7 meses . E hoje nasceu-me mais uma neta, na cidade de Londres . Num Hospital virado para o Parlamento londrino. Daqui a 15 dias estou lá. Já tenho três netas. uma do filho mais velho, outra da filha a seguir , a que nasceu hoje, e da filha mais nova. E isto faz-no pensar que estamos num outro patamar da vida. É assim .
    Beijo, Virgínia.

    ResponderEliminar
  6. Hoje apeteceu-me parar na Rotunda da Boavista e olhar em volta. As árvores estão magnificentes, lindas, lindas.
    Parabéns, isso é que é família....tb gostava de ter uma neta, pois só tenho rapazes. E tb gostava de ir a Londres :). Bjinho

    ResponderEliminar